Atividade Física

Alimentação

Sedentarismo

Viva Com Saúde Total

Browse By

Transtorno bipolar: como estão suas emoções?

Anteriormente chamado depressão maníaca, o transtorno bipolar é uma condição de saúde mental, em que o indivíduo tem oscilações extremas de humor. Pessoas com esse transtorno sofrem com altas e baixas no humor, chamados mania e depressão. Essas mudanças no humor são em níveis diferentes dos apresentados por pessoas normais. Além das alterações no humor, esse transtorno causa alterações incomuns nos níveis de atividade, energia e concentração, afetando também a capacidade de realizar tarefas diárias.

Você pode vivenciar estados emocionais intensos durante a semana, que podem ser: maníaco/hipomaníaco ou depressivo. Caso você esteja no primeiro estado emocional citado (maníaco/hipomaníaco), você pode apresentar altos níveis de euforia ou fúria. Em contrapartida, o estado depressivo é caracterizado pelo humor triste. Mas, indivíduos com essa condição podem também apresentar humor neutro. Por isso, quando tratadas, pessoas com essa síndrome podem levar uma vida normal e produtiva.

Quem nunca ficou estressado, feliz ou triste na vida? Todos nós passamos por diversas situações, e isso afeta positivamente ou de forma negativa o nosso humor. Mas, normalmente essa alteração de humor dura algumas horas, diminuindo a intensidade conforme o tempo passa, não é mesmo? Contudo, em pessoas com transtorno bipolar as oscilações de humor podem durar dias. Isso faz com que a convivência com essas pessoas se torne difícil e, muitas vezes, afeta as relações familiares. Além disso, essas pessoas não conseguem realizar tarefas do dia-a-dia, sendo completamente afetadas pelas crises, podendo deixar de trabalhar e ir à escola, por exemplo.

Sintomas do Transtorno Bipolar

Os sintomas podem variar entre os indivíduos, bem como sua gravidade. Eles estão relacionados com mudanças intensas no humor, prejudicando a qualidade de vida das pessoas que têm a síndrome. Os sintomas podem ser divididos em três grupos: mania, hipomania e depressão.

Mania

A fase maníaca do transtorno bipolar é caracterizada pela alta emocional. Dessa forma, os indivíduos podem se sentir eufóricos, animados, cheios de energia, impulsivos. Então, durante os episódios maníacos eles podem praticar atos inconsequentes, como: uso de drogas, sexo desprotegido, gastar e ter comportamentos exagerados em farras. Além disso, você pode: se sentir extremamente feliz, gastar mais do que pode pagar e até mesmo compra o que não precisa/gosta, ter muita energia, ter muitos planos ambiciosos.

Em uma fase maníaca você não observa as consequências dos seus atos negativos. Por isso, essa fase pode levar um indivíduo também ao suicídio. Nesse sentido, como as crises não ocorrem sempre, é necessário observar seus comportamentos em fases anteriores e ficar alerta aos sinais. Ou seja, veja quais comportamentos são gatilhos para atos de suicídio.

A hipomania é uma forma mais leve de mania. Sendo assim, pessoas com hipomania podem desenvolver boas relações sociais. Contudo, é possível perceber alterações no humor de pessoas nessa condição. Para que um indivíduo receba o diagnóstico de transtorno bipolar, é necessário que ele tenha experimentado no mínimo um episódio de mania ou hipomania.

Depressão

Uma pessoa durante um episódio de depressão pode ficar completamente debilitada. Ela pode não ter forças para sair da cama, ter sentimentos como: tristeza profunda, desesperança, perda de energia, culpa, desamparo, fracasso. Além disso, indivíduos nessa condição podem ter dificuldades para dormir, ou passar horas e horas dormindo, de forma excessiva. Devido aos diversos pensamentos negativos, essas pessoas podem também ter pensamentos suicidas.

Tipos

  • Transtorno Bipolar I: Você pode ter episódios maníacos que duram pelo menos 7 dias, ou sintomas graves que fizeram com que você precisasse ir ao hospital. Esses episódios podem ser precedidos, ou seguidos, por episódios de hipomania ou depressão.
  • Transtorno Bipolar II: Nesse tipo de transtorno, você pode ter um episódio hipomaníaco e um episódio depressivo mais longo. No entanto, há ausência de episódio maníaco totalmente desenvolvido.
  • Transtorno Ciclotímico: também chamado ciclotimia, esse tipo é caracterizado por vários períodos de hipomania e períodos de depressão, durante, pelo menos, dois anos. Mas, em crianças e adolescentes esse período pode ser de um ano.

Tratamento

O tratamento pode reduzir o tempo de duração dos episódios. Por exemplo, na ausência de tratamentos os episódios de mania duram de 3 a 6 meses, e os episódios de depressão têm duração de 6 a 12 meses. No entanto, com tratamento os episódios melhoram em um tempo de 3 meses.

Em caso de suspeita de transtorno bipolar, procure um profissional qualificado para que ele dê o diagnóstico. Dessa forma, ele pode também te orientar e te indicar profissionais qualificados para te acompanhar na fase de tratamento. Pois, você deve precisar de um psicólogo e/ou psiquiatra com experiência nesse tipo de condição.

Não deixe de fazer terapia. Cuide de você! Viva com saúde total!

Selecionadas Pra Você

    • This category has no posts!

Selecionadas Pra Você