Atividade Física

Alimentação

Sedentarismo

Viva Com Saúde Total

Browse By

Como tratar rinite alérgica?

Mulher Deitada Na Cama Enquanto Assoa O Nariz

Você sofre com a rinite? Venha aprender mais sobre…

O que é rinite?

Primeiramente, a rinite alérgica é uma reação do seu sintema imunológico a pequenas partículas presentes no ar chamadas alérgenos. São vários os tipos de alérgenos, como ácaros, pelos de animais, pólen das plantas, mofo, e outros.

Sobretudo, quando ocorre a inalação de algum tipo desses alérgenos pelo seu nariz ou boca, seu sistema imune reage liberando histamina. A presença da histamina nos tecidos vai causar os sintomas da rinite.

Por isso, é comum a rinite diminuir ou parar a partir do uso de algum anti-histamínico.

A rinite é uma doença crônica que precisa ser cuidada, no entanto, sempre que entrar em contato com um alérgeno haverá os sintomas da rinite.

Além disso, a rinite costuma ocorrem em pessoas que já tenham histórico familiar do problema. Não sendo uma regra, uma vez que pessoas que não possuem também podem ter.

Quais os alérgenos?

– Ácaros, presente em pelos de animais;
– Alguns tipos de cosméticos;
– Fungos, como mofo presente em paredes.
– Pólen; 
– Perfume; 
– Bactérias presentes em objetos guardados, por exemplo.
– Vírus; 
– Alguns produtos de limpeza;
– Mudança brusca de temperatura.

Causas de rinite

Contudo, o que causa a rinite é o contato com algum tipo de alérgeno. Para saber sobre quais alérgenos você é susceptível é necessário fazer um teste médico para descobri-los. Para isso, você poderá buscar um médico alergista.

Além de descobrir o seus alérgenos, esse profissional lhe dará uma série de indicações sobre como lidar com o problema no dia a dia.

Em suma, vale a pena lembrar que em algumas épocas do ano a rinite está mais propícia de ser desenvolvida, sendo o inverno o tempo mais comum. Uma vez que essa estação é mais favorável ao crescimento de fungos, além de apresentar muitas mudanças bruscas de tempo.

Fatores de risco

Antes de tudo, os fatores de risco são itens que podem desenvolver ou agravar um doença.

Contudo, alguns fatores externos podem desencadear ou agravar essa condição, incluindo:

  • produtos químicos
  • Ambientes muito frios
  • Cigarro
  • Vapor
  • umidade do ar
  • poluição do ar
  • sprays diversos
  • perfumes
  • Poeira

Como evitar rinite?

Acima de tudo, é necessário criar uma rotina e ambiente livres dos alérgenos que lhe causam rinite.

Sabemos que isso não é fácil. Já que controlar ambientes nem sempre é fácil. Afinal, você pode cuidar muito bem da sua casa, mas dormir na casa de um amigo que não seja um ambiente tão controlado como o seu.

Por isso, além de cuidar da sua casa, é necessário sempre viajar com suas próprias roupas de cama, e travesseiro.

Outro grande problema para quem tem rinite são os produtos de limpeza de casa. Prefira sempre sabão neutro, álcool e produtos livres de petroquímicos. Informar a quem limpa a sua casa de que não é qualquer material de limpeza possível a você.

Sobretudo, ter sempre por perto um antialérgico é muito importante.

No entanto, mesmo tomando todos esses cuidados, ter uma avaliação médica é fundamental para um tratamento adequado, sem possíveis complicações.

Vacina

Primeiramente, é preciso que você saiba que a vacina é possível. É chamada de imunoterapia específica. E pode ser ministrada pelo seu alergista que te acompanha a um tempo. Ela é indicada para pessoas que possuem reações alérgicas muito radicais.

Basicamente, ocorre a injeções com doses pequenas dos alérgenos dos quais você possui sensibilidade. Com essa terapia que é progressiva e lenta, seu corpo começa a “se acostumar” com o alérgeno e as reações alérgicas diminuem.

Para isso, é necessário uma avaliação dos alérgenos e um acompanhamento do seu caso pelo seu alergista já a algum tempo.

Geralmente a ministração das injeções ocorrem no prazo de 6 a 12 meses de injeções, sendo injeções semanais, dependendo de cada caso. As injeções vão aumentando gradativamente. Por isso, a avaliação da sua imunização sempre vai acontecer pelo alergista, que tem a função de conduzir o processo até que o objetivo seja cumprido.

Cuide-se!

Em conclusão, cuide da sua alergia. Procure um médico para lhe acompanhar nesse problema para que as melhores medidas sejam tomadas e sua saúde não seja prejudicada.

Além disso, até mesmo o antialérgico de escolha para o seu cotidiano precisa ser decidido junto ao seu médico.

Enfim, proteja-se contra os alérgenos que você já percebeu fazer mal no seu cotidiano. E evite-os!

AVISO LEGAL

O conteúdo disponibilizado neste Portal tem caráter educativo e Informativo, visando ao esclarecimento de dúvidas em relação a medidas preventivas de saúde, exames diagnósticos, tratamentos e problemas de saúde diversos, baseado em pesquisas realizadas em diversas fontes disponíveis na Internet. As informações constantes dos vídeos e Artigos publicados nesse site não substituem consultas a profissionais médicos, nem têm por objetivo ou devem ser interpretadas como diagnóstico, recomendação de plano de tratamento e muito menos prescrição de medicamentos. Em caso de dúvidas, procure seu médico.

Quer saber mais sobre alergias? Saiba dos alimentos que causam alergias

Selecionadas Pra Você

    • This category has no posts!

Selecionadas Pra Você