Atividade Física

Alimentação

Sedentarismo

Viva Com Saúde Total

Browse By

Pré-diabetes: como não evoluir para o diabetes?

O diabetes é uma doença multifatorial, que diminui a qualidade de vida das pessoas e é responsável por causar uma série de outras doenças. Essa doença pode causar complicações cardiovasculares, fazendo com que a expectativa de vida dos acometidos diminua de forma significativa. No entanto, até que uma pessoa seja diagnosticada com diabetes, existem uma série de outros fatores precedentes, que caracterizam o pré-diabetes. As características mais comuns do pré-diabetes são as alterações na tolerância à glicose e na glicemia de jejum. Se você possui intolerância à glicose, você possui também altas chances de desenvolver o diabetes. Por isso, é importante diagnosticar essa condição e iniciar as medidas de tratamento, para que o pré-diabetes não se desenvolva para o diabetes propriamente dito. Mas como fazer isso? É isso que vou te explicar.

Pré-diabetes

Em primeiro lugar, vamos falar um pouco sobre o diabetes tipo 2, que resulta da progressão do pré-diabetes. Para que os níveis de glicose estejam regulados no organismo, o pâncreas produz e libera a insulina. A insulina, então, é responsável por regular os níveis de glicose. No entanto, quando ocorre algum problema na produção da insulina, ou em algo que a impeça de exercer sua função, as taxas de glicose aumentam, desenvolvendo um quadro de hiperglicemia. Por isso, alguns diabéticos, geralmente diabéticos do tipo 1, precisam de aplicação de insulina para tratamento. Em suma, o diabetes é uma doença caracterizada por altos níveis de glicose no sangue, ou seja, hiperglicemia.

As pessoas que possuem altos níveis de glicose no sangue, mas que não são suficientemente altos para caracterizar o diabetes, compõem o grupo dos pré-diabéticos. É provável que indivíduos com glicemia de jejum alterada e/ou tolerância diminuída à glicose, após um período de 3 a 5 anos, evoluam para um quadro de diabetes tipo 2. Isso ocorre, porque, como toda enfermidade, a ausência de ações preventivas e de diagnóstico precoce, faz com que a condição se agrave progressivamente. Por isso, quero te ajudar a entender como o pré-diabetes evolui para a condição de diabetes, e como impedir que isso ocorra.

No período de pré-diabetes não há a presença de sintomas. Porém, estudos apresentam a existência de algumas complicações em indivíduos nesse estágio, como: retinopatia, nefropatia e neuropatia. Além disso, o risco de desenvolver complicações cardiovasculares (infarto e derrame) nesse período é alto.

Causas

Existem muitos fatores que são responsável por causar o pré-diabetes. Mas, dentre eles estão:

  • Histórico familiar de pré-diabetes e/ou diabetes – herança genética. Isso mesmo! O diabetes pode ser passado entre as gerações. Então, se na sua família existem casos dessa doença, fique atento e previna-se.
  • Obesidade ou sobrepeso. O aumento de peso, sobrepeso ou a obesidade são fatores de risco para o desenvolvimento de diabetes. Estima-se que mais da metade dos portadores de diabetes tio 2 estão acima do peso.
  • Sedentarismo. Um modo de vida sedentário impacta a vida das pessoas de forma significativa. Com o diabetes não é diferente. O sedentarismo está entre as possíveis fatores de risco dessa doença. Além disso, o sedentarismo pode provocar a obesidade, e ambos estão relacionados ao diabetes.
  • Alimentação hipercalórica. Esse tipo de hábito alimentar provoca ganho de peso e, em casos mais graves, obesidade. Caso esteja associada a um modo de vida sedentário, a alimentação hipercalórica é ainda mais preocupante.

Fui diagnosticado com pré-diabetes, e agora?

Como o pré-diabetes não apresenta sintomas, para saber se você é pré-diabético é necessário realizar um exame para avaliar os níveis glicêmicos no sangue. Caso esses níveis estejam mais altos que o normal, mas não estejam tão altos para caracterizarem o diabetes, se dá o diagnóstico de pré-diabetes.

Para que essa condição não se agrave, algumas medidas deverão ser adotadas:

  • Realização de atividade física. A prática de exercícios é essencial no controle desse quadro. Pois, ao praticar exercícios nosso corpo gasta energia, e, para isso, é necessária a utilização de moléculas de glicose. Dessa forma, ao realizar atividade física, há um consumo de glicose sem a utilização de insulina. Isso faz com os níveis de glicose no sangue sejam regulados, de forma natural. A minha dica para você é que você opte por treinos aeróbicos.
  • Alimentação saudável. Se alimentar de forma saudável contribui para o bom funcionamento de todo o corpo. Na prevenção do diabetes não é diferente, então, se alimentar de alimentos naturais e nutritivos é essencial. Opte por alimentos naturais e evite consumir produtos processados. Além disso, é bom evitar ingerir alimentos ricos em açúcar e gordura, bebidas alcoólicas.
  • Realizar exames periodicamente. Se você foi diagnosticado com pré-diabetes, a realização de exames de forma periódica é importante para acompanhar a evolução do quadro. Dessa forma, seu médico poderá avaliar se o seu plano de tratamento ainda pode ser o mesmo, ou se devem ser feitas alterações.

Existem duas opções para um pré-diabético: abandonar o quadro de pré-diabetes e restituir a saúde, ou evoluir para o quadro de diabetes. A primeira opção é a melhor, mas, depende de determinação e persistência, para buscar hábitos saudáveis e mantê-los. Saia do sedentarismo, realize atividades físicas, se alimente de forma saudável. Viva com saúde total!

Selecionadas Pra Você

    • This category has no posts!

Selecionadas Pra Você