Atividade Física

Alimentação

Sedentarismo

Viva Com Saúde Total

Browse By

Pneumonia: tipos, prevenção e tratamento

No ano de 2009, a Organização Mundial da Saúde (OMS) propôs a criação do Dia Mundial da Pneumonia. A data escolhida foi o dia 12 de novembro. Essa doença é uma das principais causas de morte em crianças com até 5 anos, e uma das principais causas de internação hospitalar destas. A pneumonia é uma infecção que pode acometer um ou os dois pulmões. Ela causa uma inflamação na região dos alvéolos pulmonares, então, os alvéolos se enchem de pus e a respiração é dificultada. Bactérias, vírus, fungos são os agentes causadores dessa infecção. Mas, ela também pode ser provocada pela inalação de substâncias tóxicas.

A pneumonia é uma doença contagiosa. Isso significa que ela pode ser transmitida de pessoa para pessoa. A transmissão da pneumonia bacteriana ocorre por meio da inalação de gotículas contaminadas, e a transmissão da pneumonia viral acontece da mesma forma. O transporte dessas gotículas é feito por meio do ar. Mas, o contato com superfícies contaminadas também proporciona a transmissão. Em contrapartida, no que diz respeito à pneumonia fúngica, não ocorre transmissão de pessoa para pessoa, você pode contrair essa doença pelo meio ambiente. Contudo, não é preciso que você isole um indivíduo com pneumonia, pois ela não é fácil assim transmiti-la.

Tipos

Pneumonia bacteriana

A pneumonia bacteriana, como o próprio nome infere, tem como agente infeccioso causador as bactérias. Mas, o tipo de bactéria mais comum envolvido nesse tipo de infecção é a Streptococcus pneumoniae. A maioria das pneumonias adquiridas por adultos, na comunidade, são de origem bacteriana. Geralmente, adquire-se esse tipo de pneumonia por meio da inalação de secreção infectadas das vias aéreas superiores. Os sintomas incluem: tosse com secreção mucosa, febre acima de 38°C, dificuldade para respirar, dor no peito e fadiga.

O sistema imunológico é responsável pela defesa do nosso organismo. Ele nos defende de agentes infecciosos, corpos estranhos e afins. Por isso, uma imunidade alta nos mantêm mais saudáveis, enquanto uma imunidade baixa propicia o surgimento de doenças. Nesse sentido, você acredita que a imunidade está relacionada com a pneumonia? Sim! Ela está. Uma das causas da pneumonia é a imunidade baixa, pois, o sistema imune “baixa a guarda” e os agentes infecciosos ficam mais livres para atacar nosso organismo. Além disso, outras condições que colaboram com a invasão dos agentes infecciosos são: doenças, velhice ou má nutrição. Tendo em vista que nessas condições o organismo se encontra mais fraco e comprometido.

Pneumonia viral

Os agentes infecciosos que causam essa condição são os vírus. Dentre os vírus causadores desse tipo de pneumonia, está o vírus da gripe – influenza. Além disso, os vírus: H1N1, H5N1 e o COVID-19, podem causar essa doença. A pneumonia viral é responsável por cerca de 33% de todos os casos de pneumonia. Caso você contraia pneumonia viral, você terá mais possibilidade de adquirir a bacteriana. Contudo, ser contaminado com um vírus referente à pneumonia viral não significa que você desenvolverá um quadro de pneumonia. Pois, nosso sistema imunológico é capaz de combater esse vírus, quando em bom estado.

Pneumonia fúngica

A pneumonia fúngica não é um caso comum de pneumonia. Ela acomete pessoas que apresentam sistema imunológico bastante debilitado por alguma razão, como: tratamento oncológico, HIV, transplante de órgão. Para adquirir a pneumonia fúngica, você precisa entrar em contato com esporos de determinados fungos. Logicamente, pessoas que trabalham no campo ou em locais com muita poeira, por exemplo, têm mais chances de adquirir essa doença.

Prevenção

Existem algumas vacinas que previnem a essa doença. Por isso, consulte o seu médico e saiba quais vacinas você pode tomar, e analise também o seu cartão de vacinação. Pois, estar em dia com as vacinas para gripe também são importantes para prevenir esse tipo de doença. Como as crianças menores de 5 anos estão entre o grupo de pessoas mais acometidos com essa doença, é importante observar se a vacinação delas está em dia. Pois, existem dois tipos de vacinas diferentes para as crianças entre essa faixa etária.

Como esse tipo de infecção pode ser adquirido por meio do contato com superfícies contaminadas, uma boa higiene é fundamental. Além disso, evite fumar. Fumar compromete os pulmões e faz com que eles se tornem menos resistentes a essas infecções. Sobretudo, mantenha seu sistema imunológico forte! Durma bem, se alimente de forma saudável, pratique exercícios físicos.

Tratamento

O tratamento da pneumonia depende de cada caso. Geralmente, a ela é tratada em casa, via terapia medicamentosa. Mas, em casos mais graves o tratamento é realizado no hospital. Os antibióticos são utilizados no tratamento. Mas, é importante realizar o tratamento corretamente. Sabe por quê? Você sabia que usar antibióticos de forma inadequada pode contribuir para a criação de bactérias super resistentes? Então, caso você use os antibióticos de forma inadequada, nos horários errados e por menos dias que o previsto por seu médico, você pode estar contribuindo para a mutação das bactérias. Dessa forma, a infecção pode retornar de uma forma muito mais potente, e os mesmos antibióticos podem não mais fazer efeito.

Viva com saúde total!

Selecionadas Pra Você

    • This category has no posts!

Selecionadas Pra Você