Atividade Física

Alimentação

Sedentarismo

Viva Com Saúde Total

Browse By

Hipotireoidismo: Confira os sintomas, causas e tratamento do Hipotireoidismo

Você está se sentindo fadigado? Irritado? Seu cabelo está caindo? Suas unhas estão quebradiças? O intestino não funciona mais da mesma forma? Isso pode ser hipotireoidismo.

O hipotireoidismo afeta 1 em cada 10 mulheres brasileiras, e cerca de 60% das pessoas afetadas não sabem que tem esse problema. Além disso, estima-se que no Brasil quase 5 milhões de pessoas têm hipotireoidismo e não sabem que têm. Será que você é uma delas? Nesse artigo, serão tiradas as dúvidas mais frequentes sobre hipotireoidismo, então, leia e descubra.

O que é hipotireoidismo?

Hipotireoidismo significa que você tem uma tireoide hipoativa. Como a tireoide controla nosso metabolismo, isso afeta a temperatura do seu corpo, seus batimentos cardíacos, e como você queima as calorias. por isso, se você não tiver hormônio tireoidiano suficiente, os processo do seu corpo ficarão mais lentos.

Quais são os sintomas do hipotireoidismo?

O hipotireoidismo pode não causar sintomas perceptíveis nos estágios iniciais. Por isso, não existem tantas pessoas com esse diagnóstico. E, muitas vezes, os sintomas do hipotireoidismo podem passar despercebidos, uma vez que são graduais e inespecíficos. Além disso, muitas pessoas atribuem esses sintomas ao envelhecimento. Mas, quais são eles?

  • Fadiga;
  • Maior sensibilidade ao frio;
  • Constipação, prisão de ventre;
  • Pele seca;
  • Ganho de peso;
  • Rosto inchado;
  • Rouquidão;
  • Fraqueza muscular;
  • Colesterol alto;
  • Dores musculares, rigidez nas articulações;
  • Períodos menstruais alterados;
  • Queda de cabelo;
  • Bradicardia;
  • Depressão;
  • Problemas de memória;
  • Síndrome do túnel do carpo;

Se você apresentar algum desses sintomas, marque uma consulta com o seu médico. Mas, é importante observar que esses sintomas são inespecíficos e podem ser causados por outras condições médicas. Além disso, o hipotireoidismo também pode afetar crianças e adolescentes e, geralmente, eles têm os mesmo sinais e sintomas que adultos. Mas, também podem apresentar:

  • Baixo crescimento;
  • Dentição atrasada;
  • Puberdade atrasada;
  • Baixo rendimento escolar;

Como diagnosticar o hipotireoidismo?

O hipotireoidismo pode ser diagnosticado através de exames de sangue. Sendo assim, existem dois exames de sangue usados no diagnóstico de hipotireoidismo:

O principal é o TSH – Hormônio Estimulados do Tireoide. Quem produz esse hormônio é hipófise. Assim, se ele estiver alto, significa que a hipófise está tentando acelerar essa tireoide, mostrando que a tireoide não está funcionando corretamente.

O outro hormônio é o T4 livre. T4 no sangue está solto (livre) e pode entrar nas células. Então, se o T4 estiver baixo, significa que a tireoide não está conseguindo produzir hormônio suficiente.

E anticorpos elevados?

Anticorpos altos podem não significar nada. As pessoas podem ficar 20 anos com anticorpos elevados e mesmo assim não levar a hipotireoidismo. Portanto, é preciso ficar atento ao TSH e T4 livre.

Quais são as causas do hipotireoidismo?

O hipotireoidismo pode ser devido a uma série de fatores. Mas, a causa mais comum de hipotireoidismo é uma doença auto-imune conhecida como tireoidite de Hashimoto. A saber, as doenças autoimunes ocorrem quando o seu sistema imunológico produz anticorpos que atacam seus próprios tecidos. Nesse caso, o seu corpo ataca a tireoide, causando o hipotireoidismo.

Outra causa comum é o tratamento do hipertireoidismo. Pois, pessoas com hipertireoidismo geralmente são tratadas com iodo radioativo ou medicamentos antitireoidianos, com o objetivo de fazer com que a função tireoidiana volte ao normal. Mas, às vezes, corrigir o hipertireoidismo pode acabar produzindo hipotireoidismo permanente.

Além disso, cirurgia de Tireoide, radioterapia para tratar algum tumor de cabeça e pescoço ou linfoma, medicamentos, como amiodaroma e lítio, podem causar hipotireoidismo.

Mas, ainda, com menos frequência, o hipotireoidismo pode resultar de uma das seguintes condições: doença congênita, desordem hipofisária, gravidez, deficiência de iodo.

Quais as complicações?

Se não tratado, o hipotireoidismo pode levar a uma série de problemas de saúde, como:

  • Bócio: a estimulação constante da tireoide para liberar mais hormônios pode aumentar o tamanho da glândula.
  • Problemas cardíacos: principalmente porque aumenta o colesterol LDL e a pessoa fica hipoativa;
  • Depressão;
  • Alterações neurológicas: pode causa lentidão de raciocínio, neuropatia periférica, causando danos aos nervos periféricos;
  • Mixedema: é uma condição rara, um risco de vida. Nele, as pessoas têm intolerância ao frio, sonolência, seguidos de letargia profunda e inconsciência. O coma mixedematoseo pode ser desencadeado por sedativos, infecção ou outro estresse no corpo. Mas, se você tiver sinais e sintomas de mixedema, precisará de atendimento médico de emergência.

Como tratar hipotireoidismo?

Não há forma natural de tratamento. Então, o tratamento é feito através de hormônio, a levotiroxina. Inclusive, a levotiroxina é disponibilizada pelo SUS gratuitamente. A saber: a levotiroxina deve ser tomada em jejum e com água, para não interferir, e esperar 30 minutos, pelo menos, para comer.

Fonte: Aqui

AVISO LEGAL

O conteúdo disponibilizado neste Portal tem caráter educativo e Informativo, visando ao esclarecimento de dúvidas em relação a medidas preventivas de saúde, exames diagnósticos, tratamentos e problemas de saúde diversos, baseado em pesquisas realizadas em diversas fontes disponíveis na Internet. As informações constantes dos vídeos e Artigos publicados nesse site não substituem consultas a profissionais médicos, nem têm por objetivo ou devem ser interpretadas como diagnóstico, recomendação de plano de tratamento e muito menos prescrição de medicamentos. Em caso de dúvidas, procure seu médico.

Selecionadas Pra Você

    • This category has no posts!

Selecionadas Pra Você