Atividade Física

Alimentação

Sedentarismo

Viva Com Saúde Total

Browse By

Alzheimer é hereditário? Tudo o que você precisa saber sobre o Alzheimer e hereditariedade

Se o seu pai ou a sua mãe tem a doença de Alzheimer, qual é o risco que você tem de também vir a ter a demência? O Alzheimer é hereditário?

A doença de Alzheimer é a forma de demência mais comum. Ela é uma doença neurodegenerativa, ou seja, é uma doença associada à morte de neurônios. Por isso, a pessoa vai progredindo com problemas de memória, problemas de orientação espacial, de linguagem, organização do pensamento e comportamento.

Ao realizar a autópsia dos cérebros de pessoas com Alzheimer, foi possível perceber que os problemas não estavam relacionados apenas ao Alzheimer. A demência de Alzheimer está muito intricada ao processo vascular também. Ou seja, pessoas que têm doenças cardiovasculares, como: hipertensão, diabetes, tabagismo, colesterol alto, triglicérides alto, têm uma deficiência na irrigação do cérebro. Com isso, o processo do Alzheimer é acelerado. Pois, a irrigação sanguínea não tem apenas a função de levar oxigênio para o cérebro, ela tem a função também de limpar e tirar do cérebro os radicais livres, os restos do metabolismo cerebral. Por isso, é importante ficar atento se você tem alguma dessas doenças cardiovasculares.

Alzheimer é hereditário?

O Alzheimer é hereditário? Bom, se o seu pai ou a sua mãe tem Alzheimer, o seu risco de ter Alzheimer é, a princípio, maior que na população em geral. No Alzheimer você herda vários genes que aumentam a sua suscetibilidade de ter a demência. De 100 pessoas com síndrome demencial, 1% tem a doença de Alzheimer familiar, que é uma doença que transcorre em famílias e que tem um padrão de herança autossômico dominante.

Ou seja, se o seu pai tem ou se a sua mãe tem, a sua chance de ter é de 50%. Mas, isso é 1% dos casos, e geralmente é uma forma de demência que se inicia numa idade mais jovem do que 65 anos. Normalmente, espera-se que a doença do tipo de Alzheimer ocorra a partir dos 65 anos, nesses poucos casos raros, que ocorrem em famílias, no padrão autossômico dominante, é que o Alzheimer aparece antes dos 65 anos.

Se você tem esse padrão, atualmente não tem algo que se possa fazer para prevenir isso. O que é possível fazer é controlar os fatores de risco. Todavia, como dito anteriormente, isso acontece em apenas 1% dos casos. Na maioria das vezes o Alzheimer vai acontecer de uma forma esporádica, e o risco aumenta de acordo com o aumento da idade. Hoje, a ciência tenta detectar a doença antes que ela se manifeste. Para isso, já existem pesquisas nesse sentido. Uma forma de detectar isso, é analisar se a pessoa está tendo muito depósito da proteína amiloide, que é uma das características do Alzheimer. Isso vai acontecendo antes de a doença se manifestar, talvez 20 ou 10 anos antes.

Meu pai tem Alzheimer, e agora?

Se você tem um parente com Alzheimer, não necessariamente o seu risco está aumentado. Para saber o risco real de ter Alzheimer ou não, pelo fato de ter um parente, você deve fazer o seu risco global de ter a doença. Como fazer isso? A melhor forma de fazer isso é por meio de uma consulta com um neurologista que tenha a paciência e a calma de ver todo o seu histórico pessoal, todas as doenças e hábitos que possam colaborar para o desenvolvimento de um Alzheimer. Além disso, fazer testes genéticos para ver se você carrega genes relacionados ao Alzheimer, e de outros fatores e outras doenças que possam colaborar para o seu risco de ter o Alzheimer.

Sendo assim, além do caso familiar, você vai fazer testes genéticos, para ver se você tem genéticas relacionadas ao Alzheimer. Também, você deve fazer testes de doenças, para analisar se tem doenças que se relacionam com o adiantamento/ agravo do Alzheimer ou demência vascular. Deve ser feito um rastreio de hábitos que estão relacionados com o desenvolvimento da doença. Feito isso, é preciso identificar o que é possível modificar. Dessa forma, é possível que pessoas que carregam genes poderosos para o desenvolvimento do Alzheimer, modifiquem muito a chance de desenvolver um Alzheimer em um futuro próximo. Mas, para isso, o indivíduo deve fazer a correção de todos os fatores.

Como prevenir o Alzheimer?

Para evitar que você desenvolva Alzheimer, algumas ações, relacionadas à mudança de hábitos, devem ser feitas. A saber: atividade física, alimentação saudável, estímulos intelectuais e sociais, são exemplos de elementos que contribuem para prevenir o Alzheimer. Para entender melhor a eficácia de cada um desses elementos na prevenção dessa demência, clique aqui.

Fonte: Hereditariedade do Alzheimer

AVISO LEGAL

O conteúdo disponibilizado neste Portal tem caráter educativo e Informativo, visando ao esclarecimento de dúvidas em relação a medidas preventivas de saúde, exames diagnósticos, tratamentos e problemas de saúde diversos, baseado em pesquisas realizadas em diversas fontes disponíveis na Internet. As informações constantes dos vídeos e Artigos publicados nesse site não substituem consultas a profissionais médicos, nem têm por objetivo ou devem ser interpretadas como diagnóstico, recomendação de plano de tratamento e muito menos prescrição de medicamentos. Em caso de dúvidas, procure seu médico.

Selecionadas Pra Você

    • This category has no posts!

Selecionadas Pra Você